10 dicas para estimular a autoconfiança nas crianças

10 dicas para estimular a autoconfiança nas crianças

Não é nada fácil educar e criar filhos, as crianças ao contrário do que antigamente já nascem com mais energia e curiosidade e em contrapartida os pais trabalham mais tempo fora de casa, ficam mais tempo no transito e tem uma rotina muito mais estressante.

Não há um manual de instruções em como criar filhos e as vezes o que funciona para alguns tipos de crianças já não funcionam para outras, porém existem algumas ações possíveis de serem realizadas ao longo da convivência entre pais e filhos que podem ajudar e muito um crescimento mais saudável:

Auto estima

Auto estima


1. Demonstre amor incondicional: As vezes na correria do dia-a-dia e o pouco tempo que temos disponível para conviver com eles, tendemos a ficar mais impacientes e olhar mais o lado negativo da criança, sendo assim mesmo quando ele tiver ações que você desaprove, demonstre que ama o seu filho mesmo assim, se possível faça isso de distintas formas, seja falando, com tempo de qualidade, com paciência, etc.

2.Incentive o autoconhecimento: Não há nada que estimule mais a inteligência emocional de alguém do que conhecer a si mesmo, e enquanto ele ainda é pequeno, você pode ajuda-lo e muito a fazer isso. Sendo assim, nomeie sempre as emoções que ele está sentindo, mostre o que o deixa irritado, feliz, triste, e converse com ele sobre essas situações.

3.Incentive-o a desenvolver uma imagem positiva: tanto física quanto emocional, destaque seus pontos fortes e ajude-o a trabalhar suas fraquezas.

4.Seja um referencial: muitas vezes falamos algo e agimos de outra maneira, o que nos torna incoerente e deixamos de ser um referencial ético, tome mais cuidado em como age do que o que fala, sua ação tem muito mais poder.

5. Tenha interesse genuíno por ele: demonstre que você tem prazer em ouvir e ver o seu filho. Se ele sentir que nem você tem interesse nele, quem dirá as demais pessoas.

Auto estima infantil

Auto estima infantil


6. Estabeleça metas por idade: criar responsabilidades é uma das coisas que os pais e a escola precisam fazer pelos filhos quando pequenos, sendo assim trabalhar com ele objetivos alcançáveis é muito interessante e valoriza a criança. Recompense-o pelo comportamento e não pelo resultado apenas

7. Critique o comportamento e não a pessoa: Tome muito cuidado ao falar que seu filho é ou não é alguma coisa, o ideal é sempre trabalhar sobre o que lhe pareceu quando ele teve determinada ação e comportamento.

8. Tenha tempo de qualidade: Separe pelo menos um período do seu dia para passar com o seu filho fazendo o que ele gosta (mesmo que você não goste tanto)

9. Nunca faça comparações: Não compare seu filho com outras crianças, nem que seja aos irmãos, reconheça que cada ser é individual com suas características, por isso não fique falando que o vizinho é mais calmo ou menos tímido que ele, isso gera apenas frustração desnecessária no seu filho.

10. Dê-lhe liberdade de arriscar: uma das maiores dificuldades dos pais é ver o filho tentar alguma coisa e errar ou fazer mal feito (dentro da visão deles), e assim não deixam que as crianças façam tentativas de resolver as coisas do seu jeito. Dê-lhe tempo e espaço para experimentar coisas novas e fazê-las à sua maneira. Sem risco haverá pouca oportunidade para o sucesso.

Autor: Audrey Faria – Psicologa e Coaching

Envie seu comentário