Hiperatividade Infantil – como lidar com crianças hiperativas

Hiperatividade Infantil – como lidar com crianças hiperativas

hiperatividade infantil também pode estar ligada a fatores genéticos. Muitos pais se preocupam quando percebem que seu filho é hiperativo, e os sintomas podem ser confundidos com autismo infantil.

As crianças em geral são curiosas, agitadas e cheias de energia quando saudáveis.

Algumas crianças podem desenvolver um comportamento anormal devido ao excesso de atividades e responsabilidades exigidas dos pais, conflitos familiares, dificuldades socioeconômicas que afetam a vida familiar, negligência e ou violência por parte da família.

As causas da agitação em crianças, também podem estar relacionadas com doenças como autismo, hipertireoidismo ou depressão.

O tratamento do autismo infantil e da hiperatividade infantil diferem, e é necessário a avaliação de um especialista para garantir o melhor tratamento possível para a criança.

Nem toda criança agitada é hiperativa, e somente um médico especialista poderá diagnosticar a hiperatividade infantil, e determinar qual o melhor tratamento para cada criança. Estar conscientes da necessidade de construir um relacionamento familiar respeitoso e principalmente com forte afeição poderá ajudar muito para você entender seu filho e conseguir educá-lo da melhor maneira.

Hiperatividade

Hiperatividade

Quais os sintomas da Hiperatividade Infantil:

A hiperatividade em crianças é notada pelo seu comportamento. Os sintomas podem ocorrer em diferentes graus, sendo mais leves até mais graves. Alguns são :

– Excesso de agitação, comportamento irrequieto

– Dificuldade em manter a concentração

– Fala excessivamente

– Impulsividade

– Falta de atenção que pode comprometer a aprendizagem

– Dificuldade em respeitar regras

– Parece não escutar quando outros falam

Como lidar :

Quem convive com uma criança hiperativa ajudará a reduzir a ansiedade por estabelecer regras para controlar o comportamento da criança.  Algumas dicas simples podem ser de ajuda :

– Procure estabelecer limites para a criança, mostrando quem está no comando

– Fale com calma e clareza e sempre olhando nos olhos da criança à sua altura

– Repita o que você disse e peça a criança para repetir o que você falou

– Sempre elogie a criança quando merecer

– Estabeleça um sistema de premiação quando a criança obedecer e punição quando desobedecer

– Evite que a criança presencie conflitos no lar e mantenha o ambiente do lar tranquilo e calmo

– Estabeleça uma rotina com horário para dormir

– Providencie um tempo de lazer, com exercícios para a criança brincar e gastar sua energia

– Não sobrecarregue a criança com excesso de atividades diárias além do que ela pode e deseja fazer

– Mantenha o ambiente organizado e estabeleça regras na casa

– Dê um bom exemplo sendo responsável, organizado e cumprindo sua palavra

– Ajude seu filho a fazer amizades e sentir-se uma criança como qualquer outra, e siga o tratamento prescrito pelo médico corretamente.

– Evite o excesso de exposição aos eletrônicos e os desligue pelo menos 01 hora antes de dormir;

– Não permita desenhos de luta, violência e muita agitação.

– Evite alimentos estimulantes como: refrigerante, chocolate, muito açúcar, café.

Fonte: Viva bem

Envie seu comentário