S01E05 – 5 mitos e verdades sobre estilo de vida: jejum intermitente

S01E05 – 5 mitos e verdades sobre estilo de vida: jejum intermitente

1. Qualquer pessoa pode adotar esse estilo

MITO – Segundo as especialistas, que contraindicam o jejum intermitente, ele não deve ser feito principalmente por crianças, adolescentes, idosos, diabéticos que fazem uso de medicamentos hipoglicemiantes e gestantes. “A gestação é o período de maior demanda nutricional no ciclo de vida da mulher. O carboidrato, por exemplo, precisa estar na refeição para dar energia. Além disso, não é aconselhável que a grávida fique muito tempo sem se alimentar porque ela pode passar mal”, afirma Juliana Dantas, nutricionista do departamento de check-up do HCor (Hospital do Coração).

2. Não é recomendável praticar exercícios de muita intensidade durante o jejum

VERDADE – Quem faz atividades físicas precisa ter um suporte adequado de nutrientes. “Se a pessoa passar muitas horas sem se alimentar e, nesse tempo, for praticar exercícios pesados, ela pode ter hipoglicemia”, diz Juliana.

3. Durante o jejum, pode beber água?

VERDADE – água, chá e café (desde que sem açúcar ou adoçantes) podem fazer parte do período de janela fechada (sem alimentação).

4. As taxas de colesterol ruim aumentam

MITO – Esse tipo de dieta, de acordo com Hannah Médici, existe há séculos, literalmente. “Durante o período paleolítico, o homem, para comer, tinha que caçar sua comida. Então, ele passava muitas horas em jejum. Como a agricultura surgiu bastante tempo depois, o que tinha à disposição para comer era, basicamente, proteína e gordura. Então, essa prática era comum. Acontece que hoje, na vida moderna, temos acúmulo de estresse. Por isso, a pessoa pode ter aumento dos níveis de colesterol ruim”, conta a nutricionista. Juliana Dantas complementa dizendo que esses índices negativos variam de pessoa para pessoa.”É preciso levar em conta a carga genética. Sendo assim, não dá para dizer que todo mundo terá alterações nos níveis de colesterol ruim”, diz a especialista do HCor.

5. Adotar o jejum intermitente normalmente gera resultado na balança

VERDADE – Normalmente quem adota o estilo de fazer o jejum, tende a emagrecer, já que o corpo se altera e o individuo tende a consumir menos calorias, porém apenas se no período de janela aberta estiver consumindo os alimentos adequados (proteínas, verduras e pouco carboidrato). No entanto, a pessoa pode voltar a engordar. Assim como em qualquer reeducação alimentar, se a pessoa voltar a se alimentar normalmente e retornar para os hábitos errados que tinha antes da dieta e engorda novamente. É por isso que ela precisa compreender que o jejum faz parte de um novo estilo de vida associado a uma alimentação saudável  equilibrada e de preferência com exercícios físicos.

Fonte: Alguns trechos Uol

Envie seu comentário